curves-header

Últimas noticias

videoThumb

14/08/2023

Premiado modelo matemático é impulsionado pelo Movimento Circular

Por Felipe Cabral e Arlene Carvalho, do Movimento Circular

Nos últimos três anos, o Movimento Circular impactou, de diversas maneiras, mais de 2 milhões de pessoas. Indivíduos que, ao terem acesso às informações e materiais que compartilhamos sobre a Economia Circular, não deixam de disseminá-los - afinal, a mudança para a circularidade só se torna possível com a colaboração de muitos. É o caso da estudante brasileira Victórya Leal Altmeyer Silva, nascida no Rio Grande do Sul. Mas como exatamente a nossa história e a jornada desta jovem se entrelaçam?

Em março de 2022, ainda com 18 anos e cursando o 4º ano e último ano do curso técnico de Administração integrado ao Médio do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), foi premiada em 1º lugar na 20ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), na categoria Ciências Sociais Aplicadas, e recebeu o 2º Prêmio por um Mundo sem Lixo (PPMSL) do Movimento Circular. Intitulado "Eco-Socius: o comportamento dos jovens do litoral norte gaúcho na Economia Circular", o projeto vencedor é o primeiro modelo matemático do mundo que propõe explicar e predizer o comportamento de jovens a partir dos preceitos da Economia Circular.

MC_EQUAÇÃO_BOX 1 PT.png Confira alguns detalhes da primeira versão do Eco-Socius. Imagem: Thiago Egg/Movimento Circular

"É correto dizer que o modelo matemático explica o comportamento dos jovens em todo o país e, inclusive, pode ser aplicado em outros lugares; ou seja, um pesquisador na Dinamarca pode coletar seus próprios dados e processá-los dentro do modelo que desenvolvemos, sem precisar fazer todo o trabalho que fizemos", afirma a jovem pesquisadora.

A premiação no Prêmio por um Mundo sem Lixo deu a Victórya a oportunidade de participar de um curso e mentoria com especialistas do Movimento Circular para aperfeiçoar suas pesquisas, sendo o primeiro prêmio que ela conquistou por meio de uma iniciativa de educação para a Economia Circular. "Foi muito gratificante conhecer pessoas que estavam fazendo grandes coisas na temática da Economia Circular. Na primeira reunião do curso, o professor Edson [Grandisoli, coordenador pedagógico do Movimento Circular], pediu que os participantes explicassem seus trabalhos; acabamos discutindo muitos tópicos relacionados aos preceitos da EC e temas mais específicos. Foi a primeira vez que senti que alguém tinha entendido o que eu tinha feito em minha pesquisa", lembra Victórya.

imagem 9 (2).jpg Victórya com seu projeto na edição 2023 da Febrace. Foto: Movimento Circular

Após a mentoria com o MC, Victórya prosseguiu com suas pesquisas e criou o Eco-Socius II: um jogo educativo para a Economia Circular, recebendo a menção honrosa do 3º PPMSL realizado em 2023. "Há quatro anos, eu via os problemas do mundo e me sentia muito impotente. Eu era a pessoa que acreditava que apenas a minha ação não faria diferença. Foi [aprender sobre] a Economia Circular que me fez sentir protagonista, saber que meus comportamentos fazem a diferença, que sou responsável por contribuir para uma mudança. É extraordinário vivenciar isso tão jovem", comenta.

MC_EQUAÇÃO_BOX 2 PT.png Entenda um pouco sobre o jogo do Eco-Socius. Imagem: Thiago Egg/Movimento Circular

O sucesso de Victórya continuou, com múltiplas premiações e reconhecimentos, incluindo sua nomeação como finalista no Global Good Awards 2023, na categoria até 21 anos. Seu trabalho foi fundamental para expandir a compreensão da Economia Circular e inspirar mudanças em direção a um futuro mais sustentável e sem lixo. Agora, aos 19 anos, ela sente-se pronta para ingressar no ensino superior e continuar sua jornada na Economia Circular, usando sua inovação para criar um impacto positivo e inspirar outros jovens a se unirem na construção de um futuro mais circular e consciente.

Antes do Movimento Circular

A história de Victórya com a Economia Circular começou antes mesmo do seu encontro com o Movimento Circular, em plena pandemia. A jovem, sempre curiosa e observadora, já participava de projetos de pesquisa desde os 13 anos, quando estava no 8º ano do Ensino Fundamental. E, mesmo que ainda não soubesse exatamente o que era a Economia Circular, ela já tinha familiaridade com a temática.

Em 2020, Victórya cursava o 2º ano do curso técnico de Administração integrado ao Ensino Médio no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), onde seu interesse por Ciências Sociais Aplicadas foi aprofundado. Naquele ano, ela começou a desenvolver um aplicativo e-commerce para apoiar brechós da cidade de Osório, RS, onde reside, chamado Fidere. As pesquisas para o desenvolvimento do projeto trouxeram uma reviravolta na vida da jovem.

"Comecei o projeto para ajudar minha comunidade, mas inicialmente não tinha ideia de que estava lidando com uma problemática maior. Fiquei chocada quando li pela primeira vez que eu vivia em uma economia linear! Aquilo me incomodou muito, mas ainda mais do que isso, fiquei encantada com a ideia de uma Economia Circular", declara.

imagem 2 (1).jpg Vitórya mostra a interface do Fidere. Foto: Arquivo pessoal

O projeto conquistou o 4º lugar entre 84 projetos da categoria "Comportamento e Ciências Sociais" na Feira Internacional de Ciências e Engenharia (Regeneron ISEF - online), em maio de 2021, nos EUA. Isso foi fundamental para que Victórya continuasse a explorar novas abordagens, como por exemplo: "O que faria as pessoas preferirem usar um aplicativo de brechós em vez do aplicativo de grandes empresas de fast fashion? Como mudar essa mentalidade?"

"A feira me proporcionou contato com pesquisas da mesma categoria em que eu estava competindo, todas voltadas para a análise do comportamento humano na sociedade. Comecei a ver abordagens e ideias que nunca tinha encontrado no Brasil. E percebi que, antes mesmo de mudar a mentalidade, era necessário mudar o comportamento", conclui.

Até o momento, o Movimento Circular potencializou a obra de Vitórya e a auxiliou a abrir horizontes para seguir pesquisando, debatendo e promovendo a Economia Circular. E você? Que tal se unir ao Movimento Circular para construir um novo mundo de oportunidades por meio da circularidade?

O que é Economia Circular?

A Economia Circular propõe um novo olhar para nossa forma de produzir, consumir e descartar, a fim de otimizarmos os recursos do planeta e gerar cada vez menos resíduos. Ou seja, um modelo alternativo ao da Economia Linear - extrair, produzir, usar e descartar - que tem se provado cada vez mais insustentável ao longo da história. Na Economia Circular, a meta é manter os materiais por mais tempo em circulação por meio do reaproveitamento, até que nada vire lixo! Para que esse modelo se torne uma realidade, todos nós temos um papel a desempenhar. É um verdadeiro círculo colaborativo, que alimenta a si mesmo, e ajuda a regenerar o planeta e nossas relações.

Aprenda sobre Economia Circular

Se você tem interesse em conhecer mais sobre esse tema, acesse a Circular Academy, o primeiro curso latino-americano gratuito sobre economia circular voltado ao público geral. Todos nós, em parceria e colaboração, podemos fazer a diferença na construção de um planeta mais circular.

Gostou? Compartilhe!