curves-header

Últimas noticias

videoThumb

06/11/2023

Black Friday: Reflexões sobre o descarte irregular e oportunidades de consumo consciente

Por Betini Comunicação

Seis em cada 10 brasileiros já têm certeza de que realizarão compras na Black Friday 2023, mostra o estudo “A Black além da Black”, da empresa de tecnologia MindMiners, juntamente com a Spark. Entre os produtos procurados estão vestuário e acessórios, eletrodomésticos, itens de beleza e livros. Já os equipamentos eletrônicos ganham destaque, uma vez que respondem por 58% das intenções de compras. Na internet, as buscas pela data, que é uma das mais competitivas do ano em relação a vendas, são 24% maiores quando comparadas ao ano de 2022, conforme aponta o Google.

Esses números acionam um alerta: quanto mais consumo, maior o descarte irregular. De acordo com estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU), até o final desta década, o mundo estará produzindo 74 milhões de toneladas de lixo eletrônico por ano. Em um recorte latino-americano, onde o Brasil está situado, apenas 3% desse tipo de lixo são descartados de forma correta e tratados de maneira que respeita as regras ambientais, o que gera, ainda, 5,6 megatoneladas de gases de efeito estufa.

Em meio aos debates sobre sustentabilidade, as iniciativas que ressaltam ações para a preservação ambiental ganham destaque, como a importância do reaproveitamento de materiais, reciclagem e redução de consumo. Em vista disso, a economia circular é evidenciada, uma vez que esse conceito busca otimizar os recursos do planeta e gerar menos resíduos.

A equação é comprar menos, utilizar os produtos por mais tempo e reaproveitar seus insumos para a produção de novas coisas, reduzindo tanto a extração de recursos da natureza, como a quantidade de resíduos descartados”, explica o professor doutor Edson Grandisoli, coordenador pedagógico do Movimento Circular. Ele propõe, ainda, que o consumidor compre produtos de empresas que assumem compromissos ambientais, investem ou doam parte dos lucros desse período para ações que incentivam a circularidade e a sustentabilidade.

Para tanto, a mudança de posicionamento pede informação e planejamento, especialmente no que se refere à cultura do consumo consciente. O mesmo vale quando o assunto é aproveitar a Black Friday para compras antecipadas para o Natal. “Que tal a gente focar em valorizar mais a companhia das pessoas, do que em comprar coisas? Ou, se formos realmente consumir, praticar o consumo de forma mais informada e consciente”, conclui.

Confira dicas para um consumo consciente

- Optar pelo conserto e reforma de móveis e eletrônicos em vez de comprar novos. Doar ou trocar roupas e sapatos em brechós.

- Na hora da compra, privilegiar produtos locais, duráveis, reutilizáveis ou recicláveis, que tenham pouca ou nenhuma embalagem e sejam de empresas socialmente responsáveis.

- Se for antecipar as compras dos presentes de Natal, considere, antes, os de valor sentimental, gerando menos resíduos, como doações, passeios ou peças feitas por você. Mais que presente, presença.

Sobre o Movimento Circular

Criado em 2020, o Movimento Circular é um ecossistema colaborativo que se empenha em incentivar a transição da economia linear para a circular. A ideia de que todo recurso pode ser reaproveitado e transformado é o mote da Economia Circular, conceito-base do movimento.

O Movimento Circular é uma iniciativa aberta que promove espaços colaborativos com o objetivo de informar as pessoas e instituições de que um futuro sem lixo é possível a partir da educação e cultura, da adoção de novos comportamentos, da inclusão e do desenvolvimento de novos processos, produtos e atitudes. O trabalho conta com a parceria pioneira da Dow, empresa de produtos químicos, plásticos e agropecuários, com sede em Michigan, Estados Unidos. O Movimento Circular contabiliza hoje 2 milhões de pessoas impactadas por suas ativações e conteúdos.

Gostou? Compartilhe!