Carregando...

Notícias para circular

15/10/2022

Educar para a circularidade

Professor Dr. Edson Grandisoli, Coordenador Pedagógico do Movimento Circular

A Economia Circular propõe grandes mudanças na forma como pensamos e fazemos as coisas. Uma vez que essas mudanças dependem da participação de todos os atores sociais na transição de um modelo de economia linear para um circular, evidencia-se sua complexidade nos pontos de vista social, econômico, político e ambiental.

Ou seja, ao longo de toda a cadeia de produção, consumo e descarte, é preciso identificar pontos de ação para gerar transformações sistêmicas e duradouras.

Um desses pontos está relacionado à Educação e ao papel dos educadores; não só para formar cidadãos mais conscientes da complexidade de uma mudança de modelo econômico, mas também torná-los capazes de fazer melhores escolhas e de, ativamente, criar soluções mais circulares para os desafios comuns contemporâneos.

A Fundação Ellen MacArthur[1] destaca que:

“A transição para a economia circular depende de como indivíduos e organizações aprendem a inovar e a aplicar o que aprendem no mundo real. O setor educacional, desde a educação básica até a pós-graduação, desempenha papel vital em garantir que estudantes de todas as idades adquiram habilidades e conhecimentos para aplicar o pensamento circular em suas carreiras”

O mundo do trabalho, especificado nesta diretriz da Fundação, é apenas um dos pontos no aspecto geral do impacto da Educação para a Economia Circular. É sobre preparar o indivíduo para a vida enquanto cidadão, e não só como consumidor ou trabalhador. E é também sobre a circularidade fazendo parte dos nossos valores e como estes nos guiam na construção de uma visão mais integrada e coletiva do mundo.

Mas como levar a Economia Circular para dentro da Educação?

Na verdade, as principais ideias e preceitos da Economia Circular já estão presentes no currículo do Ensino Básico mas de forma fragmentada, o que dificulta a construção de uma visão mais integral dos processos sociais e ambientais vigentes nos últimos 300 anos. Observe a ilustração a seguir que apresenta, de forma simplificada, o modelo conceitual da Economia Circular.

Do linear para o circular.PNG

Repare na ilustração que o modelo de economia circular propõe a criação de um ciclo virtuoso, no qual se valoriza, em especial, a reutilização de materiais que já estão em circulação, o que daria um “respiro” para a natureza do ponto de vista de extração de recursos, e também reduziria a quantidade de resíduos produzidos no final do processo.

Note que isso depende de mudanças ao longo de toda a cadeia. Reduzir as perdas, criar novos designs para os produtos, mudar a matriz energética, produzir mais perto dos centros consumidores, consumir menos e melhor, garantir transparência nas informações, valorizar processos de logística reversa, reutilizar, reciclar, regenerar, entre outras.

Agora, leia novamente o parágrafo anterior e, se você é educadora ou educador, quais temáticas reconhece como presentes no currículo da Educação Básica?[2]

Posso arriscar que você respondeu “todas” ou "quase todas".

Apesar de tais temáticas estarem presentes no currículo, o termo “economia circular” não é citado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e, além disso, ainda é muito pouco conhecido no meio educacional. Um paradoxo, uma vez que o conceito pode ser combinado àquelas - e outras temáticas relacionadas - permitindo uma compreensão mais crítica e holística das sociedades em que vivemos. Ou seja, como o mundo real funciona e como podemos agir sobre ele de forma mais responsável.

O modelo de Economia Circular associado à Educação pode colaborar na formação integral dos estudantes, educadoras, educadores, famílias e comunidades, uma vez que revela um panorama complexo, cheio de desafios, ao mesmo tempo que inspira a proatividade, a criatividade e a corresponsabilização.

O Movimento Circular acredita que a Educação é um dos principais caminhos para a circularidade na economia e na vida. Na plataforma do movimento você pode encontrar uma série de materiais como infográficos, planos de aula e notícias para todos os níveis de ensino.

Além disso, temos a Circular Academy. A primeira plataforma de Educação para a Economia Circular gratuita e trilíngue. Os caminhos estão aí. Conheça mais sobre como a Economia Circular pode fazer parte de suas aulas e de seu negócio.


[1] https://ellenmacarthurfoundation.org/resources/education-and-learning/overview

[2] Se você não é educadora ou educador, acesse a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) na internet e busque por esses temas ao longo do documento.