Carregando...

Notícias para circular

videoThumb

21/11/2022

Dá para celebrar o fim de ano de maneira circular?

Reciclar é importante, reaproveitar é necessário, mas repensar e reduzir o consumo é fundamental. Entende a diferença? A economia circular propõe otimizar os recursos do planeta e gerar cada vez menos resíduos. Então, se comprarmos menos e fizermos circular por mais tempo os materiais que já estão em uso, menos recursos serão extraídos para criar coisas novas e menos resíduos são produzidos.

O que isso tem a ver com as festas de fim de ano? Muita coisa!

Quantas coisas você costuma comprar nessa época do ano? Tem black friday, promoções, presentes de natal, amigo secreto, lembrancinhas, kits para clientes e funcionários, roupas novas, móveis e eletrônicos, reformas, ceias, decoração… A lista é bem grande, não é mesmo?

A humanidade transforma 91,4% de tudo o que produz em lixo (segundo o Circularity Gap Report). Ao longo do ano, 30% de todo o lixo gerado no Brasil é formado por embalagens (dados do Instituto Akatu). Somente no ano de 2021, 17% dos alimentos foram parar no lixo (dados da ONU). Agora imagina o quanto tudo isso aumenta no fim do ano?

Quanto mais consumo, mais resíduos e mais geração de gases do efeito estufa, responsáveis pelas mudanças do clima.

E se neste Natal, a gente pensar primeiro se precisa mesmo consumir tudo isso?

“É o primeiro natal, em dois anos, que esperamos poder reunir todos os que amamos, até mesmo quem está mais longe. Que tal se a gente focar em valorizar mais a companhia das pessoas, do que em comprar coisas? Ou se formos realmente consumir, praticá-lo de forma mais informada e consciente? Um dos caminhos é comprar de empresas que realmente assumem compromissos socioambientais como, por exemplo, investir ou doar parte dos lucros desse período em atividades que valorizam a circularidade e a sustentabilidade”, explica o Professor Dr. Edson Grandisoli, Coordenador Pedagógico do Movimento Circular.

Essa mudança de posicionamento não é tão difícil quanto parece. Apenas dois passos podem tornar suas comemorações de fim de ano ainda mais cheias de sentido e significado, além de inspiradoras e até financeiramente econômicas: informação e planejamento! Quer saber como? Vamos te ajudar nessa missão!

Separamos algumas práticas de consumo consciente para inspirar seu fim de ano:

Presentear gerando menos resíduos

  • Há presentes de caráter simbólico, como doações e fazer boas ações juntos.
  • Que tal dar um passeio juntos?
  • Tem uma horta em casa? Que tal presentear uma cesta de vegetais ou mesmo uma muda?
  • Tem frutas? Que tal fazer doces caseiros e por em potes reaproveitados?
  • Tem uma receita de biscoitos deliciosa? As crianças vão amar ganhar de presente em uma linda embalagem reciclada por você mesmo.

Renovar a casa sem comprar nada

  • E se você consertar o que está quebrado em vez de comprar tudo novo?
  • Dá para transformar o que tem em casa, repaginando e renovando móveis e decoração. Inspiração não falta na internet! Conheça a Ráisa Guerra.
  • Que tal doar ou trocar peças de roupas em brechós e bazares ou até entre amigos? Bem como objetos e livros em sebos, por exemplo.
  • Em vez de comprar uma árvore de plástico, que tal decorar suas próprias plantas usando as mesmas luzes e enfeites de anos passados?
  • Enjoou dos seus enfeites de natal? Já pensou em trocar com parentes e amigos mais próximos?

Comer e festejar com menos impacto

  • Planejando quantas pessoas vão comer e a lista de compras, dá para evitar sobras e desperdício.
  • Utilizar pratos e copos não descartáveis.
  • Dá pra gerar menos embalagens comprando os produtos a granel.
  • Levar a própria sacola gera menos plástico descartado.
  • E se a gente usar as frutas da época, produtos nacionais e comidas locais?
  • Comprar de produtores e vendedores locais fica melhor ainda!
  • Que tal cozinhar em casa? Gera menos embalagens e transporte.
  • E se a gente compartilhar alimentos e fizer a alegria de quem não pode ter uma ceia?
  • Ainda assim vai haver sobras orgânicas… Então podemos compostar!

E na hora da compra…

  • Que tal privilegiar produtos locais, duráveis, reutilizáveis ou recicláveis, que tenham pouca ou nenhuma embalagem e vindos de empresas socioambientalmente responsáveis?
  • Dá pra investir em artesanato local, especialmente reciclado ou perfumaria natural e em refil, por exemplo.
  • Embrulhos podem ser retalhos de tecido que tenha em casa, panos que podem ser usados para a limpeza, papel reciclado ou as embalagens de presente reaproveitadas de outras festas.

Nós passamos o ano inteiro convidando todos para construirmos juntos um mundo sem lixo. Nesta hora de celebrar as conquistas do ano, o amor e a esperança, não vamos deixar esse olhar de fora, não é mesmo? Vale a pena fazer um Natal Circular e manter essa prática ao longo de todo o ano!

O que é Economia Circular?

A Economia Circular propõe um novo olhar para nossa forma de produzir, consumir e descartar, a fim de otimizarmos os recursos do planeta e gerar cada vez menos resíduos. Ou seja, um modelo alternativo ao da Economia Linear - extrair, produzir, usar e descartar - que tem se provado cada vez mais insustentável ao longo da história. Na Economia Circular, a meta é manter os materiais por mais tempo em circulação por meio do reaproveitamento, até que nada vire lixo! Para que esse modelo se torne uma realidade, todos nós temos um papel a desempenhar. É um verdadeiro círculo colaborativo, que alimenta a si mesmo, e ajuda a regenerar o planeta e nossas relações.

Aprenda sobre Economia Circular

Se você tem interesse em conhecer mais sobre esse tema, acesse a Circular Academy, o primeiro curso latino-americano gratuito sobre economia circular voltado ao público geral. Todos nós, em parceria e colaboração, podemos fazer a diferença na construção de um planeta mais circular.



Economia Circular